domingo, 27 de maio de 2007

Sábado e os programas da TV aberta...um desconsolo.
Aproveito e continuo a leitura que comecei hoje a tarde vindo do metrô - Humilhados e Ofendidos de Dostoievski.
É gostoso imaginar as pasisagens e os detalhes dos persongaens descritos. Pode-se ver os detalhes da mobília, das roupas, das expressões.
É tão bom poder transgredir com o personagem, amar, perdoar, fazer gestos nobres e vis.
Estou com saudades em ir ao cinema e também viajar com uma boa estória. Passei os olhos pelos filmes em cartaz e confesso não sei o que assistir.
Estou aceitando sugestões.
Estou um pouco cansada, então vou tentar dormir...

2 comentários:

Inge disse...

Tô tristinha.....
Ninguém veio ainda postar um comentário (buá...)(rsrsrsrs)

Beijos Fraternos,
Inge

Jairo disse...

Inge,

Não fique tristinha não, não carece. Logo logo, os comentários pintam. Gostei da oca e das poesias.

Um grande abraço,

Jairo

Poemas da Bugra Loba

Bastava um olhar maroto Um toque sutil um sorriso matreiro um sopro leve ao ouvido uma voz entre linhas E cairia para sempre o medo de ser ridícula.

Oca

Oca

Oca da Bugrinha

Oca da Bugrinha